Minha Inspiração por Kiran Schmidt

Muitos anos de trabalho prático com aparelhos e métodos como Cinesiologia, Scenar, Radiônica, QXCI, EAV, EDS, Rife, e Homeopatia convenceram-me que nos casos em que era capaz de fornecer a informação correta para o corpo ou alma de meu paciente, milagres visíveis aconteciam.

 

Todas as culturas têm uma compreensão de que nosso mundo é holográfico e que de fato em diferentes graus tudo está conectado com tudo o mais. Reading Margins of Reality abriu meus olhos.

 

Isto descreve como os pesquisadores da Universidade de Princeton descobriram em dez anos de estudo que a análise de uma pessoa pode influenciar o resultado aleatório gerado de forma estatisticamente reproduzível. Este fato em si é incrível mas o que me afetou de forma mais significativa foi o fato de que o padrão pelo qual elas influenciam a saída de uma série de eventos supostamente aleatórios era individualizado, em outras palavras, era um tipo de impressão digital de suas mentes. 

 

Obviamente, a primeira forma de explicar isto de algum modo foi dizer que nossa mente tem algum tipo de emanação pela qual pode influenciar os circuitos no computador. É desta forma que a maioria dos defensores da Realidade Quantum pensaria e argumentaria, mas isto de fato, ainda pertence ao velho paradigma de ação à distância por meio de algum tipo de onda como mediador. 

 

Alguém disse, “Não pode ser apenas coincidência que estes padrões individualizados ocorram,” e eu pensei, “Por que não! O que há de mal nas coincidências que ninguém quer se envolver com elas?” Na verdade, neste ponto coloquei o argumento comum de ponta cabeça quando compreendi que o que este teste levantou é de fato um modo de tornar visível a (Micro)coincidência.

 

Aqui estava a pista que provaria que tantos fenômenos diferentes podem estar juntos; a coincidência, apesar de sua má reputação, pode ser a mais incrível e significativa coisa que podemos experimentar. 

 

Agora, há uma diferença entre coincidências virgens que são criadas no momento presente e aquelas que têm algumas causas observáveis na história passada. Uma coincidência virgem aparentemente não tem causa, mas também tem algo que a torna diferente de apenas um barulho de fundo, e aqui vem o ponto crucial – o que torna um barulho aleatório uma coincidência não é algo na própria coincidência, mas nos olhos que estão olhando para ela. Um gerador de evento aleatório (REG) é verdadeiramente uma fonte da qual qualquer número de coincidências virgens padrão pode ser extraído. Pode-se filtrar aquelas coincidências pela análise matemática.

 

Isto significa que uma verdadeira série de eventos aleatórios incorpora padrões relativos à pessoa em cujo nome os eventos são analisados e de fato eles contêm padrões que poderiam ser considerados coincidências para qualquer pessoa ou coisa imaginável. Esta é a natureza do universo holográfico e a verdadeira essência da realidade quantum. Pare alguns minutos para digerir isto; é verdadeiramente um abalo mental.

 

A partir daí, o plano de ação estava claro: tomar um REG e analisar seu resultado levando em conta alguma pessoa e então repetir isso para cem – ou mesmo mil – remédios possíveis; ver onde se encontravam as maiores semelhanças, e depois apresentar em ordem decrescente os itens que mais se aproximavam. É isto o que o Sistema Inergetix-CoRe faz. 

 

CoRe significa: COincidência Reconhecida, CORelação,  Resonância COdificada.

 

Coincidência não é a ocorrência simultânea de duas coisas não relacionadas a esmo, mas uma expressão de significativa relação a nível informativo. Assimilar este conhecimento permitirá que você compreenda o trabalho do Sistema Inergetix-CoRe como um processo de COincidências REconhecidas que encontra o estado holístico de um cliente e determina as modalidades apropriadas e a informação para facilitar o retorno à saúde.